Suspeito de chefiar máfia se enforca em prisão na Itália

Um suspeito de liderar uma organização mafiosa, que havia sido preso em uma operação da polícia italiana, enforcou-se na cela em que estava detido, disseram fontes policiais na quarta-feira. Gaetano Lo Presti, que já havia sido condenado por crimes relacionados à máfia antes de sua prisão mais recente, foi encontrado morto no final da noite na prisão de Pagliarelli, em Palermo, capital da Sicília. Ele foi uma das 99 pessoas presas na terça-feira suspeitas de tentar reconstruir os altos escalões da máfia siciliana, que foi enfraquecida pela prisão de líderes importantes. Foi o golpe mais recente na Cosa Nostra, cujo "chefe dos chefes", Bernardo Provenzano, foi detido em 2006. O aparente herdeiro de Provenzano, Salvatore Lo Piccolo, foi preso em 2007. Cerca de 1.200 policiais, apoiados por helicópteros e unidades anti-drogas, realizaram a rodada mais recente de prisões. Presti e outros suspeitos são acusados de crimes como extorsão, tráfico de drogas e de armas e manter relações com a máfia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.