AP Photo/Kevin Hagen
AP Photo/Kevin Hagen

Suspeito de atentado havia passado pela Grécia, diz ministro

Passaporte sírio encontrado próximo a corpo de agressor morto durante atentados em Paris foi reconhecido por autoridades

O Estado de S. Paulo

14 de novembro de 2015 | 17h01

ATENAS - O detentor de um passaporte sírio encontrado perto do corpo de uma dos atiradores que morreram na noite de sexta-feira nos ataques em Paris passou pela Grécia em outubro, disse um ministro grego.

"O detentor do passaporte passou pela ilha de Leros em 3 de outubro de 2015, onde foi identificado de acordo com as regras da União Europeia", disse o vice-ministro grego responsável pela polícia, Nikos Toskas, em nota.

Uma fonte da polícia grega disse que o proprietário do passaporte era um homem jovem que chegou a Leros com um grupo de 69 refugiados e que suas impressões digitais foram coletadas pelas autoridades na ilha. A polícia não quis revelar sua identidade.

Toskas disse não saber se o passaporte foi verificado por outros países pelo qual o jovem possivelmente passou no seu caminho até a França.

A fonte policial disse que autoridades francesas pediram que outros países da Europa, incluindo a Grécia, verificassem detalhes sobre o passaporte. (Reuters)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.