Suspeitos de colaborar com a ETA são detidos na Espanha e na França

Detenções ocorrem um dia depois de grupo separatista declarar um cessar-fogo permanente

Efe,

11 de janeiro de 2011 | 06h05

SAN SEBASTIÁN - Duas pessoas foram detidas nesta terça-feira, 11, na cidade espanhola de Zarautz e na cidade francesa de Ciboure por sua suposta relação com a organização separatista basca ETA.

 

Veja também:

lista Saiba mais sobre a história do ETA

A Guarda Civil os acusa de ter ministrado aulas sobre o uso de computadores a membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e da ETA na Venezuela, informaram fontes da luta antiterrorista.

As detenções acontecem um dia depois de a ETA declarar um cessar-fogo "permanente, geral e verificável".

Os detidos, especialistas em informática, são um homem e uma mulher. O homem, identificado como Iraitz Guesalaga, foi detido em Ciboure. Itsaso Urtiaga, por sua vez, foi presa em Zarautz.

As detenções aconteceram às 6 horas do horário local (3 horas de Brasília) e a operação policial da Guarda Civil, realizada com a colaboração da Polícia francesa, ainda não terminou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.