Suspensão de acordo nuclear com EUA 'é errônea', diz Rússia

Moscou se diz 'perplexa' com decisão de Bush de cancelar cooperação como punição ao conflito na Geórgia

Efe,

09 de setembro de 2008 | 16h36

A Rússia se mostrou nesta terça-feira, 9, perplexa com a decisão do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, de congelar a ratificação do acordo entre russos e americanos de cooperação no setor de energia nuclear. "A decisão do presidente dos EUA de retirar do Congresso o acordo de cooperação nuclear pacífica, pendente de ratificação, é errônea e responde a motivações políticas. Também nos deixa perplexos o momento escolhido para fazer este anúncio", assinala a Chancelaria russa em comunicado. Veja também:EUA cancelam acordo de cooperação nuclear com a RússiaRússia manterá tropas em regiões separatistas Entenda o conflito separatista na Geórgia  O Ministério de Assuntos Exteriores russo expressou seu pesar pela decisão e ressaltou que "vai contra os acordos sobre os marcos estratégicos alcançados durante a reunião em abril dos presidentes da Rússia e dos EUA em Sochi." Além disso, a Chancelaria considerou evidente que a retirada do acordo do Congresso será interpretada como a imposição de um "castigo" ou "sanção" à Rússia. "Para nós, essa posição é pouco convincente, da mesma forma que o argumento de que assim se minimizam os danos que poderia provocar a decisão da administração de não retirar o acordo do Congresso", ressaltou a Chancelaria russa.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.