Tanques turcos reforçam fronteira com Síria após ataque rebelde a cidade síria

Tanques e blindados turcos tomaram posição nesta segunda-feira em uma colina com vista para a cidade fronteiriça de Kobani, sitiada pelo grupo Estado Islâmico, depois que projéteis caíram em território turco quando combatentes desse grupo rebeldes dispararam contra Kobani, disse um correspondente da Reuters.

REUTERS

29 de setembro de 2014 | 09h49

Pelo menos 15 tanques foram posicionados perto de uma base militar turca a noroeste de Kobani, alguns com as armas apontadas para o território sírio.

Nuvens de fumaça se erguiam enquanto projéteis disparados pelo Estado Islâmico atingiam o leste e oeste de Kobani. Pelo menos dois deles caíram em território turco nesta segunda-feira.

Anteriormente os militares turcos disseram ter atirado em resposta, no domingo, depois que mais duas bombas de morteiro caíram na Turquia.

Insurgentes do Estado Islâmico iniciaram há mais de uma semana o ataque contra Kobani, uma cidade predominantemente curda, também conhecida como Ayn al-Arab, sitiando-a em em três lados. Mais de 150 mil curdos fugiram para a Turquia.

(Reportagem de Jonny Hogg)

Mais conteúdo sobre:
TURQUIASIRIAFRONTEIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.