Taxa de aprovação de Merkel cai para nível recorde

O apoio à chanceler alemã Angela Merkel caiu para o nível mais baixo, mostrou pesquisa publicada nesta quarta-feira. Quase metade dos entrevistados afirmou querer novas eleições.

REUTERS

16 de junho de 2010 | 08h17

Uma pesquisa Infratest mostrou que somente 40 por cento dos alemães estavam satisfeitos com o desempenho de Merkel, foi a pior taxa de aprovação dela desde que ela assumiu em novembro de 2005.

As taxas de aprovação para o governo de Merkel, uma coalizão entre conservadores e o pró-mercado Partido Democrático-Liberal, também caiu. Somente 12 por cento se disseram satisfeitos.

A posição de Merkel foi afetada pelas disputas dentro da coalizão, pela renúncia do presidente Horst Koehler e pelas críticas ao seu plano de austeridade.

Cerca de 47 por cento afirmam que uma nova eleição seria a melhor opção. Cerca de 24 por cento disseram que preferiam uma "grande coalizão" ao governo atual, que somente 23 por cento acha que deve continuar.

Por outro lado, a pesquisa também mostrou que somente 35 por cento dos alemães acreditavam que as eleições aconteceriam de fato.

Vários jornais têm afirmado que o governo está em crise e pode estar a caminho do colapso menos de nove meses depois da última eleição federal, e um líder oposicionista pediu por novas eleições.

(Reportagem de Dave Graham)

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAMERKELAPROVACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.