Tempestade destrói parte de muro espanhol para afastar ilegais

Uma tempestade derrubou neste domingo parte de um muro projetado para afastar imigrantes ilegais do enclave espanhol de Melilla, no norte da África, e as fortes chuvas inundaram muitas das ruas da cidade. A guarda civil reforçou a fronteira perto da fenda de 30 metros no muro, que foi construído para barrar o fluxo de africanos que tentam chegar à Espanha em busca de trabalho, afirmou o escritório do governo espanhol na cidade. O tráfego aéreo e marítimo foi interrompido na cidade durante a tempestade. O rio Oro saiu do leito e a televisão mostrou árvores derrubadas nas ruas inundadas. O serviço de meteorologia previa fortes chuvas em Melilla, um dos dois enclaves espanhóis no norte da África que são reclamados por Marrocos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.