Terceiro atentado do ETA em 24 horas mata um na Espanha

Outros carros-bomba explodiram no País Basco no domingo, ferindo 11; policial morre ao isolar local de ataque

BBC Brasil, BBC

22 de setembro de 2008 | 07h54

Um carro-bomba explodiu nesta segunda-feira, 22, em Santona, no norte da Espanha, matando um militar e ferindo várias pessoas. O ataque a uma academia militar aconteceu à 1h (20h de domingo, no horário de Brasília). Uma hora antes da explosão, a polícia recebeu um telefonema de um homem alertando sobre o carro-bomba. Ele disse que o ataque estava sendo feito em nome do grupo separatista basco ETA.   Este é o terceiro ataque reivindicado pelo ETA em 24 horas. No domingo, bombas explodiram em um banco e uma delegacia nas cidades bascas de Vitória e Ondarroa. As explosões deixaram 11 feridos. A polícia ainda estava isolando o local, quando o carro-bomba explodiu, matando o policial Luis Conde de la Cruz. Outro oficial foi levado para o hospital e diversas pessoas que passavam pelo local ficaram levemente feridas.   Os ministros da Defesa e do Interior da Espanha viajaram para a cidade para ver os estragos causados pelos atentados. Santona fica na região da Cantabria, que é vizinha do país basco. O ataque de segunda-feira também é o sétimo desde que o grupo rompeu um cessar-fogo em dezembro de 2006, depois que negociações com o governo fracassaram. Na semana passada, a Suprema Corte da Espanha declarou ilegais dois partidos bascos, que teriam agido em favor dos militantes do ETA.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.