Trabalhistas têm 21% de intenções de voto no Reino Unido

Número representa a menor marca histórica desde os 24,5% registrados em 1983 por Michael Foot

EFE

30 de maio de 2009 | 06h25

O Partido Trabalhista, do primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, registrou um mínimo histórico nas intenções de voto de 21%, segundo uma pesquisa publicada neste sábado pelo diário conservador "The Times" às vésperas das eleições locais e europeias que acontecerão no dia 4 de junho.

 

A enquete, elaborada pelo instituto Populus, situa os trabalhistas com 21% nas intenções de voto em caso de eleições gerais - o mínimo desde os 24,5% registrados em 1983 por Michael Foot -, contra 41% dos conservadores de David Cameron. O número é ainda pior para as eleições europeias da quinta-feira, com somente 16% de apoio para o Partido Trabalhista.

 

Com isso, os trabalhistas seriam apenas o terceiro partido mais votado do Reino Unido, atrás do Partido Conservador, com 30%, e do antieuropeu UK Independence Party, que chegaria a 19%. Os liberal-democratas receberiam 12% dos votos, os verdes ficariam com 10% e o ultradireitista Partido Nacional Britânico (BNP) teria uma fatia de 5%.

 

Segundo o "Times", os resultados demonstram que os trabalhistas são a legenda mais afetada pelo escândalo dos gastos dos parlamentares. A pesquisa ouviu 1.001 adultos, entrevistados por telefone entre os dias 27 e 28 de maio.

Tudo o que sabemos sobre:
LONDRESREINO UNIDOPARTIDO TRABALHISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.