Tribunal confirma acusação contra servo-bósnios de Srebrenica

Ainda não há data marcada para início do julgamento em Sarajevo

Associated Press

13 de agosto de 2010 | 10h34

SARAJEVO - O Tribunal para crimes de guerra da Bósnia confirmou nesta sexta-feira, 13, as acusações contra quatro ex-soldados servo-bósnios suspeitos de matar mais de 800 pessoas no massacre de Srebrenica, em 1995.

 

O tribunal anunciou que acusa Franc Kos, Branimir Manojlovic, Stanko Kojic e Vlastimir Golijan de cometerem os crimes "com o objetivo de destruir, por inteiro ou em parte, o grupo nacional, étnico e religioso dos Bosniaks".

 

As forças servo-bósnias investiram sobre Srebrenica em julho de 1995, matando aproximadamente 8 mil homens. Os corpos ainda estão sendo exumados de valas comuns, onde foram enterrados.

 

O massacre de Srebrenica foi o pior registrado na Europa desde a Segunda Guerra Mundial. As acusações confirmadas pela corte foram feitas na semana passada. Ainda não há data para o início do julgamento.

Tudo o que sabemos sobre:
SrebrenicaSérviaBósniamassacre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.