Tribunal de Paris autoriza extradição de Noriega ao Panamá

Um tribunal francês deu aprovação definitiva nesta quarta-feira para a extradição do ex-líder do Panamá Manuel Noriega ao seu país natal, onde foi sentenciado a 20 anos de prisão por crime de lesa-humanidade durante a ditadura que liderou na década de 1980.

REUTERS

23 de novembro de 2011 | 22h08

Os magistrados da Sala de Instrução da Corte deram, assim, a luz verde para que Noriega, de 77 anos e quem foi deposto por uma invasão norte-americana em 1989, cumpra sua pena no Panamá.

"Quero voltar ao Panamá para provar a minha inocência", disse Noriega, vestido com uma jaqueta preta e uma camisa branca, ao tribunal. "Deus abençoe a minha família, meus inimigos e a minha França", acrescentou.

O advogado de Noriega, Olivier Metzner, afirmou nesta quarta-feira que agora caberá ao Panamá enviar um avião militar ou autoridades policiais para dar continuidade à extradição.

Noriega estava preso na França desde 2010, com uma sentença de sete ano por lavagem de dinheiro.

(Por Thierry Leveque)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCANORIEGAPANAMA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.