Trinta integrantes da Camorra são presos na Itália

Entre os detidos há integrantes de alguns dos mais conhecidos clãs da região de Nápoles

Efe,

27 de maio de 2009 | 04h41

Uma operação policial dos Carabinieri, nesta quarta-feira, 27, resultou na prisão de cerca de 30 pessoas pertencentes à Camorra, a máfia napolitana, envolvidas com o tráfico de drogas para a Espanha.

 

No total foram emitidos 64 mandados de prisão, sendo que 24 dessas pessoas já se encontravam detidas. Entre os presos estariam integrantes do clã Sarno, considerada um dos mais poderosas da Província de Nápoles, que faria chegar a droga até a Itália através da Espanha.

 

Essa droga alimentaria diferentes famílias da região, incluindo a Arlistico-Terracciano-Orefice. O chefe dessa família, Luísa Terracciano, 48, aparece entre os detidos, juntamente com os três filhos dela. Também há ordens de prisão dos irmãos Giuseppe e Vincenzo Sarno, chefes do clã homônimo.

Tudo o que sabemos sobre:
MáfiaCamorraNápoles

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.