Tripulação de navio sequestrado que partiu do Brasil é libertada

A tripulação de um navio de carga italiano, sequestrado no litoral de Omã em abril, foi libertada, disseram autoridades nesta sexta-feira.

REUTERS

25 de novembro de 2011 | 16h59

A embarcação MV Rosalia D'Amato viajava do Brasil para o Irã com um carregamento de soja quando foi capturado por uma gangue de piratas armados.

O ministério das Relações Exteriores italiano afirmou que a tripulação foi libertada, mas que ainda não havia sido entregue às autoridades italianas.

"Essa é uma operação que ainda está em andamento em uma área de alto risco que pode apenas ser considerada concluída quando a tripulação estiver sob responsabilidade das autoridades militares italianas", afirmou em comunicado.

O navio de 74.500 toneladas e seis tripulantes italianos e 15 filipinos foi, depois de sequestrado, levado à costa da Somália, que se tornou um paraíso de piratas que assediam as movimentadas águas das rotas que ligam a Europa à África e à Ásia.

Tipicamente, os piratas ancoram os navios no litoral de sua base somali até que um resgate seja pago, altura em que os navios, seus tripulantes e seu carregamento são libertados.

(Por Crispian Balmer)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIANAVIOLIBERTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.