Troca de líderes aumenta aprovação a socialistas na Grécia

A mudança na liderança aumentou a popularidade do Partido Socialista da Grécia, semanas antes de uma eleição, mostraram sondagens publicadas neste sábado.

REUTERS

24 de março de 2012 | 15h39

Antes de o ex-ministro das Finanças, Evangelos Venizelos suceder George Papandreou como líder do PASOK, o partido socialista tinha intenção de voto na casa de um dígito e perdia para seus rivais por até 10,8 pontos percentuais.

Após a seleção dos Venizelos como líder do PASOK em 19 de março, duas pesquisas publicadas neste sábado mostraram que tinha estreitado essa lacuna de cerca de quatro pontos.

A Grécia enfrenta eleições em 29 de abril ou 6 de maio, após ter conseguido um resgate de União Europeia e Fundo Monetário Internacional (FMI), acertado no âmbito de uma coligação entre PASOK e do partido conservador Nova Democracia, liderado pelo tecnocrata primeiro-ministro Lucas Papademos.

As pesquisas feitas pelas agências MARC, MRB e Pesquisa Kapa mostraram que o Nova Democracia continua a ser a líder, com 17,8 a 20,3 por cento das intenções, e o PASOK com 12,1 a 14,3 por cento. O percentual de eleitores indecisos continua elevado, variando de 20,5 a 28,2 por cento.

Como as pesquisas mostram que, mesmo juntos, os dois partidos não poderiam angariar mais de 32,4 por cento dos votos, há dúvidas a atual coalizão poderia sobreviver à eleição. Analistas políticos dizem que as duas partes não podem assegurar metade das 151 cadeiras do Parlamento grego, a menos que o seu apoio combinado ultrapasse 36 ou 37 por cento.

Atenas terá de manter o curso das reformas econômicas prescritas por seus credores internacionais para continuar a se financiar no âmbito do acordo de resgate. Um governo de coalizão frágil aumentaria os riscos de implementação.

(Reportagem de George Georgiopoulos)

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIAELEICAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.