Tropa francesa entra em Diabaly, no Mali; militantes somem

Uma coluna de blindados de transporte e de caminhões de suprimento franceses e malineses entrou na manhã de segunda-feira na cidade de Diabaly, no centro do Mali, depois da desaparição dos militantes islâmicos que controlavam o local, segundo fontes de segurança.

Reuters

21 de janeiro de 2013 | 11h20

Diabaly, 350 quilômetros ao norte de Bamako, a capital do Mali, continha a maior concentração de rebeldes ao sul da linha de frente, nas cidades de Mopti e Sevare, até que bombardeios aéreos franceses os obrigassem a fugir ou a se misturar à população local, segundo moradores.

"Forças francesas e malinesas avançaram para Diabaly e vão continuar sua missão de proteger a cidade", disse à Reuters um militar que se identificou apenas como capitão Samasa, subcomandante das forças malinesas na vizinha localidade de Niono. Sob anonimato, outra fonte de segurança confirmou essa informação.

(Reportagem de Bate Felix e Adama Diarra)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAMALITROPAFRANCESA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.