Turistas morrem afogados ao tentar salvar filhos em Portugal

Cinco crianças ficam órfãs após tentativa de resgate; três adultos chegaram a receber atendimento médico

Ansa e Associated Press,

23 de outubro de 2007 | 10h43

Três turistas ingleses e um alemão morreram na segunda-feira, 22, em uma praia do Algarve, no sul de Portugal, quando tentavam salvar cinco crianças que se afogavam, segundo informou a governadora de Faro, capital do Algarve, Isilda Gomes. De acordo com a agência de notícias italiana Ansa, as crianças eram filhas de um grupo de quatro famílias que passava férias na Praia do Tonel. Enquanto nadavam, as crianças entraram em uma área de fortes correntes que os afastaram da praia. Para socorrê-los, os pais entraram no mar, mas quatro deles morreram afogados. Três das vítimas chegaram a receber atendimento médico na praia, mas não resistiram.  As crianças, com idade entre seis e 12 anos, foram todas salvas com a ajuda de outros turistas. Segundo o jornal português Diário de Notícias, as cinco crianças ficaram órfãs, duas delas de pai e mãe.

Tudo o que sabemos sobre:
Portugalafogamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.