Turistas terão digitais colhidas para poder entrar no Reino Unido

Medida será adotada para visitantes de todos os 133 países que precisam de visto de entrada, incluindo o Brasil

Agência Estado e Associated Press,

14 de janeiro de 2008 | 13h14

Todos os turistas que precisam de visto para entrar no Reino Unido terão colhidas suas impressões digitais a partir desta segunda-feira, 14, segundo anúncio do governo. O ministro da Imigração, Liam Byrne, disse que os solicitantes de um visto britânico, emitido no momento de entrar no país e exigido para 133 países - incluindo o Brasil - precisarão ter as digitais checadas com informações de um banco de dados.   Byrne disse que o sistema tem sido introduzido gradualmente desde setembro de 2006 e já colheu informações de mais de 1 milhão de pessoas. Ele disse que o sistema já apontou cerca de 500 casos de falsificação de identidade.   Armazenar e checar as informações biométricas dos turistas é um dos pontos da nova estratégia de imigração do governo, que inclui também a introdução de um sistema de pontos no estilo do australiano, procurando encorajar imigrantes especializados, a criação de uma polícia de fronteiras e multas para patrões que empreguem trabalhadores em situação irregular ou sem direito legal.   Turistas dos Estados Unidos e de países da União Européia, que não necessitam de vistos para viagens de curto prazo, não terão suas impressões digitais colhidas.

Tudo o que sabemos sobre:
turismoGrã-Bretanhaimigraçãovistos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.