Ali al-Mashhadani/Reuters
Ali al-Mashhadani/Reuters

Turquia alerta sobre falta de espaço para refugiados sírios

ONU pode estabelecer acampamentos em zonas de segurança dentro do país em guerra

Reuters

20 de agosto de 2012 | 09h10

Texto atualizado às 17h18

ISTAMBUL - A Turquia pode em breve não ter mais espaço para abrigar os refugiados que escapam da violência na Síria. O ministro de Relações Exteriores turco, Ahmet Davutoglu, afirmou que a ONU precisa estabelecer acampamentos em zonas de segurança dentro do país arrasado pela guerra.

Veja também:

linkTurquia inicia distribuição de ajuda na fronteira com a Síria

linkNúmero de refugiados sírios na Turquia beira 60 mil, diz governo

forum CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

O número de sírios que fogem do levante de 17 meses contra o presidente Bashar Assad aumentou de forma aguda nas últimas semanas, elevando o total de refugiados na Turquia para quase 70.000. Cerca de 250 mil sírios fugiram para os países vizinhos desde o inícido da revolta.

O governo turco está com dificuldade para lidar com a situação. "Se o número de refugiados na Turquia ultrapassar os 100.000, nós não teremos mais espaço para acomodá-los. Nós podemos acomodá-los na Síria. A Organização das Nações Unidas (ONU) pode construir campos em zonas de segurança dentro das fronteiras da Síria", disse o chanceler turco, segundo o jornal Hurriyet.

A Turquia constrói no momento mais quatro campos para abrigar os refugiados, que se somarão a outros nove, já em uso. O governo turco afirma ter gastado US$ 300 milhões na montagem dos campos e nos serviços aos refugiados.

Com AP e Reuters

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.