David Goldman/AP
David Goldman/AP

Turquia condena declaração de pré-candidato americano Rick Perry

Republicano sugeriu que extremistas governam o país, que deveria também sair da Otan

Reuters

17 de janeiro de 2012 | 20h48

WASHINGTON - A Turquia qualificou nesta terça-feira, 17, de "infundadas e inadequadas" as declarações feitas pelo governador do Texas, Rick Perry, pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, sugerindo que a Turquia está sendo governada por terroristas islâmicos e deveria ser expulsa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Os comentários foram feitos num debate entre políticos republicanos na segunda-feira, na Carolina do Sul. Perry defendeu também que os Estados Unidos eliminem toda a sua ajuda à Turquia, um dos mais tradicionais aliados de Washington na região.

"Obviamente, quando você tem um país que está sendo governado pelo que muitos perceberiam como terroristas islâmicos, quando você começa a ver esse tipo de atividade contra os próprios cidadãos deles, então, sim - não só é hora de termos uma conversa sobre se eles pertencem ou não à Otan, como também é hora de os Estados Unidos, ao olharmos para a ajuda internacional dada a eles, zerá-la", afirmou Perry. Após o debate, assessores disseram que Perry estava se referindo a questões como a violência contra a mulher.

A Turquia observou que aderiu à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) quando Perry tinha apenas dois anos de idade e lembrou da sua tradicional atuação no combate ao terrorismo, inclusive como copresidente, junto aos EUA, do Fórum Global de Contraterrorismo.

"Condenamos fortemente as acusações infundadas e inadequadas expressas ontem à noite (segunda-feira) a respeito do nosso país ... pelo governador Rick Perry", disse o Selcuk Unal, porta-voz da chancelaria turca, em Ancara.

Perry tem tido mau desempenho nas eleições primárias que irão definir o candidato do Partido Republicano que enfrentará o democrata Barack Obama na eleição presidencial de novembro. Unal disse que a má posição de Perry nas pesquisas e nas votações já realizadas "reflete o bom senso do eleitorado dos EUA".

Em Washington, o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, disse que o governo Obama discorda profundamente da afirmação de que a Turquia é governada por terroristas islâmicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.