Turquia expulsa diplomatas israelenses após relatório da ONU

A Turquia expulsou o embaixador de Israel e importantes diplomatas israelenses e suspendeu acordos militares nesta sexta-feira, um dia depois da divulgação de um relatório da ONU afirmando que o Estado judaico havia usado força excessiva em um ataque contra um navio que viajava rumo a Gaza, matando nove turcos.

REUTERS

02 Setembro 2011 | 08h59

A decisão turca de recuar nas relações diplomáticas ocorreu depois que Israel se recusou a cumprir as demandas por um pedido oficial de desculpas, pagar compensação às famílias dos mortos, e suspender o bloqueio contra os palestinos que vivem na enclave de Gaza.

"As relações diplomáticas entre Turquia e Israel foram reduzidas ao nível de Segundo-Secretário. Todos os funcionários acima do nível de Segundo-Secretário serão enviados para casa até no máximo quarta-feira", disse o ministro de Relações Exteriores turco, Ahmet Davutoglu, em coletiva de imprensa em Ancara, capital da Turquia.

A reação turca ao aguardado relatório, que também declarou que o bloqueio naval de Israel na Faixa de Gaza era legítimo, aprofundou o distanciamento entre os dois países.

O embaixador israelense Gabby Levy está atualmente em Israel e cancelou seus planos para retornar à Turquia na quinta-feira.

Imediatamente depois do ataque contra um comboio de ajuda humanitária no ano passado, a Turquia retirou seu embaixador de Israel, suspendeu exercícios militares conjuntos, e proibiu a presença de aviões militares israelenses no espaço aéreo turco.

Na sexta-feira, a Turquia deu mais um passo ao suspender os pactos militares com seu ex-aliado.

"Todos os acordos militares estão suspensos", disse Davutoglu.

Davutoglu disse que algumas das descobertas divulgadas no relatório eram questionáveis, e que a Turquia não reconhecia a legitimidade do bloqueio em Gaza.

O relatório, elaborado por uma comissão liderada pelo ex-ministro da Nova Zelândia Geoffrey Palmer deve ser entregue formalmente ao secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, ainda nesta sexta-feira.

(Reportagem de Tulay Karadeniz)

Mais conteúdo sobre:
TURQUIA ISRAEL DIPLOMATA EXPULSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.