Ucrânia envia urânio altamente enriquecido à Rússia

A Ucrânia enviou uma "porção significativa" de seu estoque de urânio altamente enriquecido para a Rússia, em linha com um acordo firmado com os Estados Unidos para impedir o terrorismo nuclear, disse o Ministério do Exterior ucraniano na sexta-feira.

REUTERS

31 de dezembro de 2010 | 14h46

Kiev, que voluntariamente desistiu das armas nucleares herdadas do colapso da União Soviética, fez um acordo com Washington em abril para se livrar totalmente dos estoques até 2012 e converter as instalações civis de pesquisa nuclear para operar com combustível de urânio pouco enriquecido.

"A Ucrânia cumpriu suas obrigações ao remover uma porção significativa desses materiais nucleares", disse o Ministério em comunicado.

"Em linha com as obrigações para com os Estados Unidos ... a Ucrânia recebeu uma quantidade equivalente de urânio pouco enriquecido para as necessidades de... instalações científicas e de pesquisa."

Uma porta-voz confirmou que o material foi enviado à Rússia.

Uma cúpula nuclear em abril liderada pelo presidente norte-americano, Barack Obama, prometeu isolar os estoques globais remanescentes de urânio altamente enriquecido num prazo de quatro anos.

A Administração Nacional de Segurança Nuclear dos EUA disse que 50 quilos de urânio foram removidos de três locais da Ucrânia.

O acordo pretende dificultar o acesso de militantes a materiais físseis que possam ser usados em uma bomba atômica. Os EUA disseram que dariam assistência financeira e técnica à Ucrânia e que estariam dispostos a guardar parte do material altamente enriquecido em solo norte-americano.

(Reportagem de Pavel Polityuk)

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIARUSSIAURANIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.