Ucrânia espera parcela de U$2 bi da ajuda russa em breve, diz premiê interino

O primeiro-ministro interino da Ucrânia, Serhiy Arbuzov, disse nesta quarta-feira que espera para "muito em breve" o desembolso da segunda parcela, de 2 bilhões de dólares, de um pacote total de 15 bilhões de dólares de ajuda russa.

Reuters

29 de janeiro de 2014 | 08h33

A Ucrânia foi tomada por uma onda de agitação política e social desde que o presidente Viktor Yanukovich recuou de um acordo de comércio com a Europa, em novembro do ano passado.

"Nós já recebemos a primeira parcela de 3 bilhões de dólares e esperamos receber a segunda parcela de 2 bilhões de dólares muito em breve", disse Arbuzov na primeira reunião de gabinete como primeiro-ministro em exercício.

Arbuzov, que assumiu na terça-feira após a renúncia do primeiro-ministro Mykola Azarov, também disse que o banco central ucraniano está assegurando a estabilidade dos mercados financeiros.

O premiê interino não fez qualquer menção a possíveis alterações da política de seu antecessor de segurar a moeda local atrelada ao dólar e manter subsídios para o gás doméstico --duas medidas criticadas pelo Fundo Monetário Internacional.

Na terça-feira, um pacote de leis antiprotestos aprovado às pressas em resposta aos confrontos cada vez mais violentos entre manifestantes e a polícia foi revogado pelo Parlamento.

Um debate entre os parlamentares sobre a anistia para todos os manifestantes presos e sobre reformas propostas à Constituição ucraniana deve acontecer nesta quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIARUSSIA2BI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.