Ucrânia pede que Moscou interrompa 'provocação' no leste do país

O ministro de Relações Exteriores da Ucrânia pediu neste sábado que a Rússia acabe com o que chamou de "ações de provocação" por seus agentes no leste da Ucrânia depois que militantes pró-Rússia invadiram dois edifícios na cidade de Slaviansk.

Reuters

12 de abril de 2014 | 09h58

O chanceler em exercício Andrii Deshchytsia disse ter conversado por telefone com o chanceler russo, Sergei Lavrov.

A Rússia nega estar dando qualquer apoio aos militantes, que ocuparam quatro edifícios governamentais no leste da ex-república soviética, aparentemente encorajados pela anexação russa da região da Crimeia, da Ucrânia, no mês passado.

(Por Conor Humphries e Pavel Polityuk)

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIARUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.