UE aprova embargo de armas contra Líbia e proíbe viagens

Os governos da União Europeia aprovaram um pacote de sanções contra o líder líbio, Muammar Gaddafi, e seu governo nesta segunda-feira, incluindo um embargo de armas e a proibição de viagens ao bloco.

REUTERS

28 de fevereiro de 2011 | 10h24

Os Estados-membro da UE também disseram que iriam congelar os bens de Gaddafi, de sua família e de seu governo, e proibir a venda de produtos como gás lacrimogêneo e equipamentos que poderiam ser usados contra os manifestantes, disseram diplomatas.

A decisão, aprovada durante uma reunião de ministros da UE em Bruxelas, foi apresentada para garantir que as medidas sejam aplicadas o mais rápido possível, disseram diplomatas.

As medidas devem entrar em vigor nos próximos dias, depois que a regulamentação for publicada no diário oficial da UE.

(Reportagem de David Brunnstrom e Luke Baker)

Tudo o que sabemos sobre:
UELIBIASANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.