UE cobra Rússia a utilizar influência para acabar com mortes no leste da Ucrânia

A União Europeia pediu nesta quarta-feira à Rússia que use sua influência para assegurar o fim imediato dos sequestros e assassinatos no leste da Ucrânia.

Reuters

23 de abril de 2014 | 08h34

A UE manifestou preocupação com a morte relatada de Volodymyr Rybak, um político local do partido Batkivshchyna, do presidente interino da Ucrânia, Oleksander Turchinov, e pediu uma investigação.

"Apelamos a todas as partes a aderirem à declaração conjunta de Genebra sobre a Ucrânia para garantir que os seus termos sejam plenamente aplicados e, em particular, à Rússia a utilizar a sua influência para assegurar o fim imediato de sequestros e assassinatos no leste da Ucrânia", disse Michael Mann, porta-voz da chefe de política externa da UE, Catherine Ashton.

(Reportagem de Adrian Croft)

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIARUSSIAUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.