UE condena Bulgária por corrupção e congela envio de ajuda

União Européia afirma que país não progrediu no combate ao crime organizado desde que ingressou no bloco

Agência Estado e Associated Press,

23 de julho de 2008 | 11h01

A União Européia (UE) suspendeu nesta quarta-feira, 23, o envio de quase 500 milhões de euros em assistência à Bulgária por suspeitas de corrupção e de gastos irregulares no país balcânico.   A Comissão Européia, órgão executivo da UE, informou que o dinheiro não será transferido porque a Bulgária pouco progrediu com relação à reforma do judiciário, ao combate ao crime organizado e à luta contra a corrupção desde sua adesão ao bloco, há um ano e meio.   De acordo com a Comissão Européia, as irregularidades nos gastos são tão graves que o credenciamento das duas agências governamentais búlgaras autorizadas a desembolsar os fundos da UE será cancelado.   Em comentários feitos nesta quarta, a comissão observou ainda que a Bulgária não condenou pessoas responsáveis por fraudes, uma das condições sob as quais foi admitida na UE no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
BulgáriaUnião Européia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.