UE diz observar com preocupação crescente eventos no leste da Ucrânia

A União Europeia afirmou na sexta-feira que observa com crescente preocupação os acontecimentos no leste da Ucrânia, e fez um apelo para que separatistas pró-Rússia deixem os prédios ocupados e libertem as pessoas que estão sendo mantidas no local.

Reuters

02 Maio 2014 | 07h49

"Nós estamos acompanhando com crescente preocupação os eventos no leste da Ucrânia", disse a jornalistas Maja Kocijancic, uma porta-voz da chefe de política externa da União Europeia, Catherine Ashton.

A UE fez um apelo pelo fim de todas as "ações ilegais" por grupos separatistas armados.

"Os prédios ocupados precisam ser desocupados, todas as pessoas detidas ilegalmente precisam ser libertadas, inclusive os observadores militares da OSCE", disse ela.

(Reportagem de Adrian Croft)

Mais conteúdo sobre:
UE OBSERVA UCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.