UE pede que Sérvia acelere processo de integração à Europa

União Européia pede que novo governo acelere reformas para integração; bloco espera 'estabilidade dos balcãs'

Efe,

08 de julho de 2008 | 15h10

A União Européia (UE) pediu nesta terça-feira, 8, ao novo governo sérvio que acelere as reformas para a integração do país ao bloco e desempenhe um papel construtivo na estabilidade dos bálcãs. "A UE espera que o novo governo promova as reformas e cumpra as condições necessárias para que a Sérvia se aproxime do bloco", disse o alto representante para Política Externa e Segurança Comum da UE, Javier Solana.   O parlamento sérvio deu na segunda seu respaldo à composição do governo pró-europeu liderado pelo economista, ex-ministro das Finanças e atual primeiro-ministro, Mirko Cvetkovic. "Corresponde agora à Sérvia fazer com que a visão de seu futuro europeu seja uma realidade prática", acrescentou Solana, que deixou claro que a UE "apoiará totalmente" Belgrado nesse processo.   O presidente da Comissão Européia (CE, órgão executivo da UE), José Manuel Durão Barroso, disse estar satisfeito com o fato de o governo de Cvetkovic ter priorizado o processo de integração européia e às reformas na Sérvia.   Durão Barroso também pediu que a Sérvia coopere "o mais rápido possível" com o Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII). Para o presidente da CE, essa cooperação com o TPII permitirá o rápido início do acordo de estabilização e associação que a UE e a Sérvia assinaram em abril, considerado a ante-sala da adesão.

Tudo o que sabemos sobre:
União EuropéiaSérvia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.