UE saúda resultado de referendo escocês e comprometimento com bloco

UE saúda resultado de referendo escocês e comprometimento com bloco

Segundo o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, vitoria do "não" será positiva para o continente

REUTERS

19 de setembro de 2014 | 08h43

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, saudou a rejeição da Escócia à independência, dizendo que o resultado foi positivo para a Europa, e salientou o fortalecimento do comprometimento mostrado pelo escoceses durante a campanha de filiação à UE.

“Eu dou boas vindas à decisão do povo escocês de manter a unidade do Reino Unido”, disse Barroso em um comunicado nesta sexta-feira. “O resultado é bom para uma Europa unida, aberta e mais forte, defendida pela Comissão Europeia."

“A Comissão Europeia continuará a se engajar em um diálogo construtivo com o governo escocês, em áreas sob sua responsabilidade, que são importantes para o futuro da Escócia, incluindo empregos e crescimento, energia, mudanças climáticas e meio-ambiente, e também regulamentação mais inteligente."

Em um comunicado separado, o presidente do Conselho Europeu, Herman Van Rompuy, também saudou o resultado escocês.

Em uma aparente referência à possibilidade de um referendo britânico para deixar a UE, ele disse: “O Reino Unido é e continuará sendo um membro importante da União Europeia para o benefício de todos os cidadãos e membros da UE."

(Por Alastair Macdonald)

Mais conteúdo sobre:
GRABRETANHAREFERENDOUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.