Unicef deve repatriar as 103 crianças seqüestradas no Chade

Orgão diz ter permissão do governo para repatriar as crianças, envolvidas numa tentativa de seqüestro por ONG

Agência Estado e Associated Press,

07 de março de 2008 | 21h28

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou nesta sexta-feira, 7, em Genebra, que recebeu permissão do governo do Chade para devolver a familiares as 103 crianças envolvidas na tentativa de seqüestro promovida por uma ONG francesa.   A porta-voz do Unicef, Veronique Taveau, disse que os menores encontram-se atualmente em um orfanato na cidade de Abeche, no Chade, e serão entregues à familiares o mais rápido possível.   Seis funcionários de uma organização não-governamental com sede na França foram acusados no ano passado de seqüestrar as crianças e levá-las do Chade para a Europa.   Os acusados alegaram que as crianças eram órfãs da província sudanesa de Darfur, que fica na fronteira com o Chade. Uma investigação da ONU, porém, mostrou que quase todas as crianças tinham pais, familiares ou outros responsáveis adultos vivos.

Tudo o que sabemos sobre:
Chadecrianças sequestradasUnicef

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.