Vaticano contesta declarações de Bertone sobre homossexualidade

Secretário de Estado havia relacionado recentes casos de pedofilia ao homossexualismo

Efe

14 de abril de 2010 | 11h37

CIDADE DO VATICANO - O Vaticano contestou nesta quarta-feira, 14, as polêmicas declarações do cardeal Tarcisio Bertone publicadas em um jornal chileno na terça, que relacionou a pedofilia a homossexualidade, e afirmou que não considera de sua competência fazer afirmações de caráter psicológico ou médico sobre estes assuntos.

 

Veja também:

linkAtivistas homossexuais criticam Bertone

 

O cardeal, secretário de Estado Vaticano, descartou uma relação entre a pedofilia e o celibato sacerdotal e afirmou que os casos são relacionados à homossexualidade.

 

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, disse que as declarações de Bertone se referiam ao problema dos abusos por parte dos sacerdotes na Igreja "e não à população em geral". "As autoridades eclesiásticas não consideram de sua competência fazer afirmações gerais de caráter psicológico ou médico, para as quais se remetem naturalmente os estudos de especialistas e às pesquisas dirigem", afirmou Lombardi. Com essas palavras, segundo os analistas, a Santa Sé "se distância" da afirmação por seu "número dois".

 

Lombardi acrescentou que os únicos dados que dispõem as autoridades eclesiásticas sobre o tema dos abusos sexuais de menores por parte de sacerdotes são os facilitados recentemente pelo "promotor" da Congregação para a Doutrina da Fé, encarregada destes casos, Charles Scicluna.

 

As declarações de Bertone geraram uma forte polêmica e colocaram em pé-de-guerra as ONGs de defesa dos homossexuais, entre estas a italiano Arcigay, que denunciou "o cinismo, a falta de escrúpulos e a crueldade" da hierarquia do Vaticano ao vincular a homossexualidade à pederastia, quando escondeu delitos sexuais perpetrados por parte de religiosos sobre menores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.