Vaticano detém pessoa com documentos em escândalo de vazamento

O Vaticano, envolvido há meses em um escândalo de vazamento de documentos secretos, disse nesta sexta-feira que a polícia prendeu uma pessoa em posse de papéis confidenciais.

REUTERS

25 Maio 2012 | 09h59

Em comunicado, o Vaticano disse que uma pessoa estava sendo interrogada por magistrados, mas não forneceu detalhes. Uma fonte no Vaticano afirmou que a pessoa não era um padre.

O Vaticano está no centro de um escândalo envolvendo o vazamento de documentos para a mídia italiana, alguns deles cartas pessoais para o papa Bento 16.

Alguns documentos envolviam acusações de corrupção, mau gerenciamento e nepotismo no Vaticano e também desacordos internos sobre o gerenciamento do Banco do Vaticano.

O papa, que disse estar chocado e entristecido com os vazamentos, exigiu diversas investigações, incluindo uma comandada pela polícia do Vaticano e outra por uma comissão de cardeais.

O presidente do Banco do Vaticano, Ettore Gotti Tedeschi, foi destituído pelo conselho da instituição na quinta-feira.

(Reportagem de Philip Pullella)

Mais conteúdo sobre:
VATICANO PRESO ESCANDALO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.