Vencedor das eleições na Bélgica quer ter governo até setembro

Líder nacionalista tem pressa em criar governo com plenas capacidades para poder enfrentar a crise

Efe

18 de junho de 2010 | 12h56

BRUXELAS - O líder do nacionalista N-VAI, Bart de Wever, que conquistou no domingo uma vitória histórica nas eleições gerais da Bélgica, declarou nesta sexta-feira, 18, que quer agilizar as negociações para formar Governo e contar com uma nova coalizão até 1º de setembro.

 

 

Bélgica recebe da Espanha a Presidência rotativa da União Europeia em 1º de julho com um Executivo interino liderado pelo primeiro-ministro em fim de mandato, o democrata-cristão Yves Leterme.

 

 

É urgente, portanto, a criação de um Governo com plenas capacidades, como pretende Wever, que desde a segunda-feira está conduzindo, a pedido do rei Alberto II, as consultas para facilitar o processo.

 

 

"Perguntarei aos meus convidados por suas principais ideias sobre os três grandes problemas que terá de enfrentar o próximo Governo: como abordar os problemas financeiros, como realizar a reforma do Estado e como reforçar a coesão social", afirmou Wever em declarações à imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
Bélgicanovo governocrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.