Vice-ministro grego renuncia por posição do governo sobre resgate

O vice-ministro do Trabalho da Grécia, Nikos Nikolopoulos, renunciou sob a alegação de que o governo não foi firme o bastante ao cobrar dos credores mudanças no plano de resgate ao país, informou nesta segunda-feira a agência de notícias estatal.

Reuters

09 de julho de 2012 | 09h12

"O único motivo para a minha renúncia é a convicção pessoal de que a questão da renegocição com a troika, assim como a correção de distorções significativas no salário, pensão, seguridade social e bem-estar, devem ser colocadas enfaticamente sobre a mesa desde o início", afirmou na carta de renúncia, segundo a agência.

Um funcionário do Ministério do Trabalho confirmou que o vice-ministro tinha apresentado a renúncia, mas autoridades do governo ainda não afirmaram se a tinham aceito ou não.

Após exigir uma longa lista de mudanças nos termos do pacote de resgate ao país quando assumiu o governo no mês passado, a coalizão de três partidos da Grécia adotou um tom mais conciliatório junto aos credores nos últimos dias, prometendo realizar uma série de reformas antes de pedir uma renegociação do pacote.

(Reportagem de Renee Maltezou)

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIAVICEMINISTROLEGAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.