Violência em áreas islâmicas mata 6 na Rússia

Pelo menos seis pessoas morreram na segunda-feira por causa de incidentes violentos em regiões muçulmanas no sul da Rússia, e quatro outros corpos foram descobertos, segundo autoridades, em meio à crescente insurgência islâmica na região.

REUTERS

23 de agosto de 2010 | 17h54

Quatro supostos rebeldes foram mortos na noite de segunda-feira (hora local) ao abrirem fogo contra uma barreira policial nos arredores de Nazran, principal cidade da Inguchétia, disse um porta-voz policial à Reuters.

Um dos mortos, Ilez Gardanov, era suspeito de envolvimento em vários atentados com carros-bomba, disseram fontes do Serviço Federal de Segurança (FSB) à agência RIA.

Outras duas pessoas morreram e quatro corpos foram achados em diversos incidentes no vizinho Daguestão, segundo uma autoridade local.

Ambas as regiões estão assoladas por uma insurgência islâmica que deriva das guerras separatistas que devastaram a vizinha Chechênia na década de 1990. Uma onda de ataques nos últimos meses colocou o Daguestão no epicentro da insurgência.

(Por Conor Humphries)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAVIOLENCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.