Grigory Dukor/Reuters
Grigory Dukor/Reuters

Yanukovich deve levar Ucrânia de volta à influência russa

Propostas de campanha mostram afastamento da Europa ocidental; veja perfil do novo presidente do país

estadao.com.br,

08 de fevereiro de 2010 | 19h14

A vitória de Viktor Yanukovich nas eleições presidenciais da Ucrânia deve aproximara ex-república soviética da órbita da Rússia, em um momento que Kiev buscava a adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

O líder da oposição mantinha uma vantagem de 2,57 pontos percentuais sobre a primeira-ministra, Yulia Timoshenko, quando faltava apurar 2,44% das cédulas e é o virtual vencedor da eleição.

Ele tem a preferência de 48,49% do eleitorado, enquanto sua rival atinge a marca de 45,92%, de acordo com os dados da CEC, que tem dez dias de prazo para anunciar os resultados definitivos do pleito.  Observadores ocidentais declararam a eleição limpa e pediram que Yulia Timoshenko aceite a derrota.

Propostas

 

Entre suas propostas, estão a reversão de um acordo que obriga a Ucrânia a pagar o mesmo preço de outros países europeus pelo gás russo.

 

Além disso, Yanukovich terá pela frente uma economia debilitada. Com a crise financeira de 2008, a Ucrânia assumiu um empréstimo de US$ 16,4 bi com o Fundo Monetário Internacional.

 

Sobre uma futura entrada na União Europeia, Yanukovich disse que aceitaria um tratado de livre comercia e de isenção de vistos com o bloco, mas acredita que a Ucrânia não está pronta para se juntar à UE e não trabalhará ativamente neste sentido.

 

 O presidente eleito também já afirmou que não pretende buscar a entrada da Ucrânia na Otan, algo que é duramente criticado pela Rússia.

 

Carreira

 

Nascido em 1950 em uma família pobre, na cidade de Donbass, ao leste da Ucrânia. Perdeu os pais cedo e aos 20 anos já tinha duas condenações, por roubo e agressões.

Começou a trabalhar com operário e progrediu na profissão chegando a ocupar o cargo de diretor-geral de uma empresa de transporte. No final dos anos 90, tornou-se governador da região industrial de Donetsk.

Em novembro de 2002, Yanukovich assumiu o governo ucraniano pela primeira, por indicação do então presidente, Leonid Kuchma.

Conhecido por seu estilo paternalista e autoritário, Yanukovich foi derrotado na disputa eleitoral de 2004, após o segundo turno ter sido anulado por denúncias de fraude.

 

Na ocasião, cerca de 300 mil pessoas foram às ruas vestidos com lenços laranjas, a cor de Viktor Yuschenko, candidato pró-Ocidente que ficou com marcas no rosto após um envenenamento durante a campanha. Yuschenko venceu a reedição da votação.

Em 2006 reassumiu o cargo de primeiro-ministro, aproveitando a incapacidade de união de seus inimigos, aliados pró-ocidentais da Revolução Laranja.

 

 

Com informações da Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições na Ucrânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.