Zapatero diz que maior aproximação UE e América Latina trará crescimento

Em cúpula que reúne países de ambas as regiões, presidente espanhol reitera compromisso europeu

EFE

18 Maio 2010 | 13h40

MADRI - O presidente do Governo, José Luis Rodríguez Zapatero, apresentou nesta terça-feira, 18, à Europa e América Latina como "sócios globais" e disse estar convencido da capacidade de crescimento econômico "a partir da abertura, da liberalização e do fim das fronteiras".

 

Zapatero inaugurou a VI Cúpula UE-América Latina e Caribe, que reúne hoje em Madri 60 delegações dos dois lados do Atlântico na reunião mais importante do semestre espanhol da Presidência da UE.

 

Zapatero ratificou o compromisso europeu e espanhol com um continente jovem que cresce economicamente, caminha em direção ao desenvolvimento e deve aumentar seus esforços para superar as desigualdades.

 

Entre os resultados concretos das reuniões destacou os acordos comerciais com a América Central, Colômbia e Peru e a retomada das negociações com o Mercosul.

 

Este último, disse, "não será fácil", mas representará uma mudança "histórica" para ambos os continentes pelo potencial econômico dos mercados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.