REUTERS/Eric Gaillard
REUTERS/Eric Gaillard

França não vai receber mais do que 30 mil refugiados, diz premiê

Manuel Valls afirma que seu país não pode receber todos que fogem da ditadura na Síria

O Estado de S. Paulo

24 Setembro 2015 | 22h54

PARIS - A França não vai receber mais do que os 30 mil refugiados que havia prometido pelos próximos dois anos, dentro de um esquema europeu mais amplo, disse o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, nesta quinta-feira. 

“Não vai ser mais”, disse Valls à TV France 2. “Não podemos receber na Europa todos aqueles que fogem da ditadura na Síria.” 

Os 28 países-membros da União Europeia planejam receber um total de 160 mil refugiados. 

“A imigração tem sido desde sempre uma oportunidade para nosso país..., mas tudo isso deve ser administrado com maestria”, disse Valls. 

Ele disse que a França já recebe 200 mil cidadãos por ano através da reunião de famílias e de programas de estudo e migração econômica. 

Na segunda-feira, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) alertou que a Europa deve esperar um recorde de um milhão de pessoas pedindo asilo este ano, à medida que os refugiados fogem da guerra em Síria e Iraque. Quase metade desse milhão deve provavelmente se qualificar para receber asilo, calculou a entidade. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
refugiados França Valls

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.