Reuters
Reuters

Snowden abre conta no Twitter e brinca com post de Obama

Em cerca de um hora na rede, ele somava mais de 171 mil seguidores. A mensagem inicial foi retuitada mais de 25 mil vezes em uma hora. Em seu perfil, Snowden diz que costumava trabalhar para o governo. "Agora, eu trabalho para o público"

O Estado de S. Paulo

29 Setembro 2015 | 16h02

O ex-analista e colaborador da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden abriu nesta terça-feira, 29, sua conta na rede social Twitter. Na primeira postagem, perguntou: "Você pode me ouvir agora?". A conta - @snowden - foi aberta do exílio, na Rússia. 

Em cerca de um hora na rede, ele somava mais de 171 mil seguidores. A mensagem inicial foi retuitada mais de 25 mil vezes em uma hora. Em seu perfil, Snowden diz que costumava trabalhar para o governo. "Agora, eu trabalho para o público". 

Depois, ele continua uma interessante conversa com o astrofísico Neil deGrasse Tyson sobre a recente descoberta de água em Marte e brinca: "Você acha que eles checam o passaporte na fronteira?". 

Em 2013, após fazer as revelações sobre o amplo esquema de espionagem conduzido pelos serviços secretos americanos que tornaram-se um grande escândalo para o governo nos EUA, Snowden passou 40 dias na área de trânsito no Aeroporto de Sheremetyevo antes de obter o asilo temporário na Rússia, que tem sido renovado. 

Snowden termina com a frase com "Perguntando para um amigo", uma aparente referência aos primeiros tuítes do presidente Barack Obama na mesma rede social. Na ocasião, após dar as boas-vindas a Obama, o ex-presidente Bill Clinton pergunta se o usuário permanecerá com o cargo - sua mulher Hillary Clinton é pré-candidata democrata à Casa Branca - e adiciona a hashtag #askingforafriend (perguntando para um amigo).

Mais conteúdo sobre:
Edward SnowdenTwitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.