1,5 milhão de sírios estão à beira da fome, diz ONU

A ONU estimou ontem que 1,5 milhão de sírios estão sob risco de passar fome e alertou que o país pode enfrentar uma crise humanitária se uma ajuda avaliada em US$ 100 milhões não chegar. Reunidas em Genebra, as agências de ajuda da ONU indicaram que a situação é delicada e a comunidade internacional não pode mais apenas assistir à crise sem agir. Segundo a ONU, a produção de alimentos no país desabou, a moeda perdeu seu valor, a economia encolheu e a inflação subiu 20%. / JAMIL CHADE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.