Archibald family/Handout via REUTERS
Archibald family/Handout via REUTERS

1.ª vítima identificada do atentado em Londres é canadense de 30 anos que morreu nos braços do noivo

Christine Archibald estava na cidade para passar o fim de semana; ela foi atingida pela van dirigida pelos terroristas

O Estado de S.Paulo

05 de junho de 2017 | 12h58

LONDRES - A primeira vítima identificada do atentado em Londres realizado no sábado, que deixou 7 mortos e 48 feridos, é Christine Archibald, uma canadense de 30 anos que havia se mudado para a Europa com o noivo, Tyler Ferguson.

Em declarações à emissora de rádio CBC, a família da vítima revelou que ela estava em Londres para passar o fim de semana e era a primeira vez que visitava a capital britânica. Christine passeava na Ponte de Londres com Ferguson quando ocorreu o ataque. Ela morreu nos braços do noivo.

“Ele ouviu o barulho dos pneus, olhou para trás e viu o caos e a van atropelando as pessoas”, relatou Mark Ferguson, irmão de Tyler. “Tentou ressuscitá-la. As equipes de emergência apareceram imediatamente e tentaram fazer tudo o que foi possível. Ela morreu em seus braços.”

Em nota, a família disse que Christine havia trabalhado em um abrigo para as pessoas sem-teto. “Por favor, honrem-na ao tornarem sua comunidade um lugar melhor. Voluntariem-se e trabalhem ou façam uma doação para os desabrigados”, diz o comunicado. “Digam que Chrissy os mandaram.”

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, disse que está “de coração partido” com a morte de Christine. “Os canadenses estão unidos com o povo britânico”, disse ele em um comunicado, segundo a emissora CNN.

Uma vigília em homenagem às vítimas do ataque acontecerá nesta tarde no parque Potters Fields, próximo à prefeitura de Londres. / REUTERS e EFE

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoLondresTerrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.