10 rebeldes são mortos em conflitos tribais na Índia

No nordeste indiano atuam cerca de 30 grupos rebeldes

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 11h59

Os últimos confrontos no nordeste da Índia deixaram 10 rebeldes mortos. Um membro das forças de segurança foi ferido, informaram fontes oficiais nesta quarta-feira, 13. Na região de Nagaland, seis separatistas morreram num combate entre dois grupos guerrilheiros rivais. No povoado de Mekukla, a cerca de 120 quilômetros da capital regional, militantes da facção Isak Moivah, do Conselho Nacional Socialista de Nagaland (NSCN-IM), atacaram e mataram quatro integrantes de um grupo rival, o NSCN-Khaplang, na noite da terça-feira, 12. Em represália, dois membros do NSCN-IM foram assassinados, informou a agência indiana Ians. As duas facções disputam a supremacia territorial em Nagaland. O conflito já causou 200 mortes nos últimos cinco anos. No nordeste indiano atuam cerca de 30 grupos rebeldes. Entre as reivindicações estão autonomia e independência. No estado de Manipur um choque entre as forças de segurança e o grupo armado Frente Nacional Kuki (KNF) matou quatro insurgentes, e um comandante das tropas ficou ferido, na terça-feira, 12. O KNF é um grupo rebelde que luta por um território independente para a minoritária tribo Kuki na região de Manipur, na fronteira com Mianmar, a antiga Birmânia. Os insurgentes kukis assassinaram no último final de semana seis pessoas da etnia metei, majoritária na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.