11 mortos em novo dia de violência no Iraque

Diversos episódios de violência resultaram na morte de pelo menos 11 pessoas no Iraque nesta segunda-feira, informaram autoridades locais. Em Bagdá, a polícia encontrou os corpos de dois homens com diversas perfurações causadas por tiros.Em Kirkuk, no norte iraquiano, um policial e seu irmão foram mortos num ataque perpetrado por homens armados a bordo de um carro em movimento, disse o capitão de polícia Firhad Talabani.Em Abu Dashir, um bairro da zona sul de Bagdá, a polícia encontrou os corpos de mais dois irmãos tirados à força da casa onde moravam no fim da noite de ontem.Os dois irmãos, ambos árabes sunitas, teriam sido seqüestrados e assassinados por homens armados que diziam ser agentes do Ministério de Interior do Iraque, controlados pelos árabes xiitas.Líderes da minoria árabe sunita queixam-se que as forças de segurança e as milícias xiitas estariam promovendo uma campanha de execuções sectárias.A tensão sectária aumentou nos dias que antecedem os festival da Ashoura, que marca a morte do imã Hussein, neto do profeta Maomé, santificado pelos xiitas.Extremistas sunitas atacaram os festivais da Ashoura nos últimos dois anos. No ano passado, oito militantes suicidas mataram 55 xiitas. Em 2004, 181 pessoas morreram em ataques a santuários xiitas em Bagdá e Kerbala.Hoje, um soldado iraquiano matou um membro do Exército Mahdi, a milícia do clérigo radical xiita Muqtada al-Sadr. O miliciano protegia um grupo que viajava numa procissão para a celebração da Ashoura. O capitão de polícia Qassim Hussein, que forneceu a informação, não soube dizer o que desencadeou o incidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.