118 morrem em queda de Tupolev no Irã

Um avião de passageiros Tupolev-154 dacompanhia Iran Air Tours caiu hoje, quando se preparava parapousar na cidade de Khorramabad, no oeste do Irã, causando amorte de todos os 118 ocupantes, informou a agência oficialiraniana Irna. Hoje à noite, a neve e a chuva impediam o acesso das equipesde resgate no local da queda, uma cadeia de montanhas a 25quilômetros do aeroporto. Segundo a TV estatal do Irã, o presidente iraniano, MohammedKhatami, ordenou a formação de um comitê de emergência paradeterminar a causa do acidente com o Tupolev, avião defabricação russa. No aeroporto de Teerã, de onde o vôoacidentado tinha partido, dezenas de parentes dos passageirosresponsabilizavam funcionários do governo pelo acidente. "Isso é uma falha de funcionários estúpidos e incompetentesque colecionam aviões de segunda mão de ex-republicassoviéticas. O que é esse lixo que eles compram e alugam?",gritava Nasrin Shafiiyan, cujo marido, Houshang, estava entre ospassageiros desaparecidos. A Iran Air Tours é subsidiária da companhia estatal Iran Air,que nos últimos anos comprou vários aviões Tupolev, operados portripulações russas ou ucranianas. Os acidentes se tornaramfreqüentes no país. Companhias iranianas operavam aviões Boeing antes da RevoluçãoIslâmica, em 1979. Mas, com as sanções impostas por Washingtonao país, muitos desses aparelhos acabaram abandonados por faltade peças de reposição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.