12 milhões de euros em drogas são apreendidos na Malásia

A substância apreendida é o nimetazepam, utilizado como ansiolítico e relaxante muscular

Efe

24 de março de 2009 | 03h18

Dez pessoas foram presas, entre elas quatro taiwaneses, por fabricação massiva de drogas sintéticas em um laboratório clandestino na província de Johor. A droga apreendida é avaliada em 12 milhões de euros, informou nesta terça-feira, 24, a polícia local. É a maior apreensão no país nos últimos anos.

 

A substância apreendida é o nimetazepam, substância utilizada como ansiolítico (tranquilizante) e relaxante muscular, conhecida no mercado negro como "Eramin 5" e que até agora não se fabricava na Malásia. A droga era trazida dos países vizinhos.

 

Os agentes apreenderam 1,1 milhões de pílulas e ao menos uma tonelada da droga sem processar, além de sete máquinas capazes de fabricar 21.300 pílulas por hora.

 

Cada dose de Eramin 5, remédio muito popular entre os jovens malaios, se vende na rua ao equivalente a dois euros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.