AFP PHOTO
AFP PHOTO

12 pessoas morrem após ataque a balneário na Costa do Marfim

Homens armados entraram no local e abriram fogo contra os banhistas. Ainda não se sabe se atiradores estão afiliados a grupos militantes

O Estado de S. Paulo

13 de março de 2016 | 15h42

GRAND BASSAM, COSTA DO MARFIM - Ao menos 12 pessoas, incluindo 4 europeus, foram mortos neste domingo, 13, quando homens armados abriram fogo contra banhistas no balneário Grand Bassam na Costa do Marfim, disse uma fonte da polícia local.

Grand Bassam, a cerca de 40 km a leste da capital comercial Abidjan, é um retiro de fim de semana para os moradores da região e suas praias, bares e hotéis também são populares entre os ocidentais.

"No momento, nós temos um total de 12 mortos, incluindo 4 europeus. Não sabemos ainda se há outros. Estamos fazendo uma operação de varredura agora", disse o policial durante entrevista a jornalistas.

Os atiradores não foram identificados e não está claro se eles estão afiliados a qualquer grupo militante.

O incidente ocorreu quase dois meses após combatentes islâmicos matarem dezenas de pessoas em um hotel e café frequentado por estrangeiros na vizinha capital de Burkina Faso, Ouagadougou, elevando a preocupações de que o alcance da militância na África Ocidental esteja se espalhando. /REUTERS

Mais conteúdo sobre:
violênciaataqueCosta do Marfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.