12 policiais indianos desaparecem em choque com guerrilheiros

O confronto aconteceu nesta quinta-feira e afetou uma equipe de 28 membros das forças de segurança

EFE

21 de dezembro de 2007 | 05h22

Pelo menos 12 policiais foram dados como desaparecidos após um confronto com guerrilheiros maoístas na região de Chattisgarh, no centro-leste da Índia. O confronto aconteceu nesta quinta-feira, na floresta de Gollapalli, no distrito de Dantewada, e afetou uma equipe de 28 membros das forças de segurança. "É possível que os maoístas tenham seqüestrado os desaparecidos", declarou um policial à agência indiana "PTI". Os maoístas causaram várias explosões e depois abriram fogo contra os policiais, que foram divididos em pequenos grupos. Cinco agentes chegaram à delegacia de Gollapalli. Onze foram resgatados na floresta por equipes de reforço. No domingo passado, 299 presos, entre eles 110 maoístas, fugiram De um presídio do distrito. O primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, reconheceu nesta quinta-feira que os maoístas são a principal ameaça à segurança do país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.