1.300 crianças são contaminadas por metalúrgica na China

Crianças moram perto de fundição de chumbo; este é o segundo caso em poucos dias na China

Michael Bristow, BBC

20 de agosto de 2009 | 05h48

As autoridades chinesas fecharam uma fundição na província de Hunan, depois que mais de 1.300 crianças ficaram doentes com sinais de envenenamento por chumbo, segundo a mídia estatal chinesa.

Exames demonstraram que as crianças tinham quantidades excessivas de chumbo no sangue. Dois executivos da empresa foram detidos.

Este é o segundo caso de contaminação de crianças perto de fundições de chumbo em poucos dias na China. No outro caso, uma fundição foi fechada na província de Shaanxi, no norte do país, onde mais de 600 crianças sofreram envenenamento por chumbo.

Os moradores de vilarejos perto da fundição na província de Hunan começaram a suspeitar da fábrica depois de notar o súbito adoecimento de crianças.

Um homem disse que sua filha de 10 meses começou a perder o cabelo e vomitar.

Há poucos dias, os moradores bloquearam uma estrada de acesso à fábrica, entrando em confronto com a polícia. Segundo a mídia chinesa, as autoridades agora confirmaram que a fundição é responsável pelo envenenamento das crianças.

O envenenamento por chumbo pode causar uma série de problemas de saúde, desde deficiência de aprendizagem até ataques epilépticos. As crianças com menos de seis anos são as que sofrem mais riscos.

A poluição do ar, terra e água são comuns na China, que passou por um rápido crescimento econômico na última década.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.