16 civis morrem em suposto ataque das Farc

Pelo menos 16 civis - entre eles quatro adolescentes - foram assassinados na quinta-feira na região de San Carlos, departamento (Estado) colombiano de Antioquia, em massacre coletivo atribuído às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informou ontem o Exército. Os cadáveres das 16 vítimas, na sua maioria camponeses, foram descobertos por soldados em uma área próxima a San Carlos, 370 quilômetros a nordeste de Bogotá.Um total de 240 camponesas da região estão procurando refúgio em San Carlos para escapar de um eventual ataque semelhante. Este massacre, atribuído às Farc por um porta-voz do ministério público, ocorreu no mesmo momento em que um atentado com carro-bomba, cometido também pela guerrilha, causava quatro mortos e 27 feridos na quinta-feira de manhã, em Medellín. A guerra civil já provocou mais de 200 mil mortes na Colômbia desde 1964, com uma média de 3 mil seqüestros por ano.Hoje, uma poderosa explosão de 500 quilos de dinamite praticamente destruiu a pequena localidade de Puerto Rico, a 200 quilômetros ao sudoeste de Bogotá, informou o presidente colombiano, Alvaro Uribe. Os explosivos teriam sido colocados por supostos guerrilheiros em uma casa, mas foram descobertos, permitindo a retirada dos habitantes do local. A explosão destruiu 21 casas de Puerto Rico, município do departamento de Meta. As Farc operam na região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.