16 mil são retirados de cidade japonesa por bomba da 2ª Guerra

Ordem para desativar projétil lançado em 1945 atinge até mesmo os 150 pacientes de hospital próximo

Efe,

18 de maio de 2008 | 02h37

Cerca de 16 mil pessoas foram retiradas neste domingo, 18, de Chofu, uma cidade a oeste de Tóquio, para desativar uma bomba da Segunda Guerra Mundial que nunca chegou a explodir e que estava perto de uma linha férrea, informou a agência Kyodo. As Forças de Autodefesa desativaram a bomba, de uma tonelada de peso, após duas horas de trabalho e as pessoas que viviam em um raio de 500 metros de distância receberam a ordem para deixar a região às 8h da manhã deste domingo (20h de Brasília, do sábado).   Trata-se de um projétil de 180 centímetros - que se acredita ter sido lançado por um avião B-29 que caiu em 1945 sobre essa região - uma das milhares de bombas lançadas por aviões americanos durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), mas que não chegou a explodir. A ordem de retirada afetou todos os moradores, incluindo 150 pacientes de um hospital próximo.   Os serviços de trem entre as estações de Chofu e Tsutsujigaoka, na linha de ferrovia Keio, também foram suspensos durante cerca de três horas, segundo a Kyodo. As autoridades locais de Chofu tinham planejado com cuidado a operação, pois a bomba foi descoberta em março passado e os habitantes da área já tinham sido alertados.

Tudo o que sabemos sobre:
BOMBAJAPÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.